segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Falando Sobre DEL #5: Antes de PyeongChang



A DEL teve seus últimos jogos realizados na sexta-feira, 02/02, antes da parada para as Olimpíadas. Cada um dos 14 times jogou 49 vezes nessa temporada e com isso faltam apenas rodadas para terminar a temporada regular. Nesse momento Krefeld Pinguine e Straubing Tigers tem 55 pontos cada e os dois estão eliminados já, precisam apenas completar os 52 jogos para entrar de férias.
Com tudo a disputa especialmente pelas últimas vagas que levam ao wildcard, do 7º ao 10º lugar, junto a disputa entre o 4º e 6º lugar, posições que levam diretamente as quartas de final, se confundem. No momento Grizzlys Wolfsburg (4º) e Kölner Haie (5º) tem ambos 74 pontos enquanto o Düsseldorfer EG (11º) tem 65 pontos, seria quase impossível Grizzlys ou Haie ficar de fora dos playoffs, mas de qualquer forma a posição deles nas quartas de final não está garantida ainda. O Augsburger Panther (12º) tem chances também de entrar na zona que leva aos wildcards da liga, com 63 pontos no momento e pode chegar aos 72 pontos e dependendo dos resultados terminar até mesmo em 7º lugar sendo muito positivista. Com esse cenário ERC Ingolstadt, Pinguins Bremerhaven, Iserlohn  Roosters e Schwenninger Wild Wings.
Bremerhaven quer voltar para os Playoffs

O Red Bull München precisa apenas de 1 ponto nos próximos jogos para confirmar a primeira colocação na temporada regular e também se classificar para a Champions Hockey League. O único cenário onde o time de Munique não termina em primeiro é um onde ele perde os três jogos e o Thomas Sabo Ice Tigers vence os três jogos restantes todos no tempo regular. No momento o Ice Tigers tem 94 pontos, pode chegar aos 103, mesmo número de pontos que o Red Bull München. E logo atrás do Thomas Sabo está o Eisbären Berlin com 92 pontos, o time da capital ainda pode terminar no segundo lugar.
Tem muito em jogo na temporada regular, esses três jogos finais serão definitivos para a maioria dos times confirmarem seus destinos nessa temporada. Dois times se juntarão a Krefeld e Straubing entre os que entrarão de férias, quatro jogarão o wildcard, e dois se unirão a Red Bull München, Thomas Sabo Ice Tigers e Eisbären Berlin nas quartas de final da DEL.
Após 49 jogos temos Keith Aucoin, do Red Bull München, com 61 pontos anotados. Aucoin marcou 11 gols e deu 50 assistências sendo o maior pontuador da DEL com sobras, o vice-líder no quesito é Marcel Müller do Krefeld Pinguine com 52 pontos. Aucoin também é o maior passador para gols, as 50 assistências dele na temporada são 20 a mais do que o vice-líder em assistências. O atacante americano tem 39 anos e está em sua terceira temporada no Red Bull, de longe é sua melhor temporada em pontos na liga alemã e na Europa num geral. Aucoin comanda uma linha muito boa e o melhor ataque da liga, o veterano vai provando que mais uma vez tem muita capacidade para desequilibrar o jogo.
Keith Aucoin é o grande nome do Red Bull München (Foto: GEPA Pictures)

Também do Red Bull München é o artilheiro da DEL, Brooks Marcek tem 26 gols anotados até então, são 2 a mais do que Marcel Müller, citado anteriormente. Entre os defensores um dos maiore pontuador é também do München, Yannic Seidenberg marcou 33 pontos, mesmo número de pontos marcados por Jeremy Dehner do Grizzlys Wolfsburg. O maior goleador entre os jogadores de defesa é Kurt Davis, do Krefeld Pinguine, com 10 gols marcados.
Entre os goleiros Niklas Treutle, do Thomas Sabo Ice Tigers, é o que tem menor média de gols sofridos por jogo com 1,80 e também maior porcentagem de defesas com 94,66% de defesas feitas em relação aos disparos enfrentados. Timo Pielmeier, do ERC Ingolstadt, e Gerald Kuhn, do Grizzlys Wolfsburg, são o goleiros que mais tiveram shutouts na DEL em 2017-18, ambos tiveram 6 jogos sem sofrer gols na temporada até então.
A DEL volta no dia 28/02, depois disso pega embalo e só para quando o campeão for definido. Temos 12 times na disputa ainda, esse número cairá para 10 quando os 52 jogos forem completados, ou até antes disso. Os playoffs da DEL são conhecidos por terem algumas surpresas às vezes, a história ainda será escrita e poderemos ver muito acontecer pela frente.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Dinamo Minsk vence o Winter Ice Break

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, multidão, estádio e atividades ao ar livre
10,554 acompanharam o duelo entre o Dinamos em Riga (foto: hcdinamo.by)

Neste final de semana foi realizada a segunda partida ao ar livre na história da KHL, o duelo entre Dinamo Riga e Dinamo Minsk o evento foi considerado um sucesso entre a organização e já é cogitada a opção de ser tornar um evento anual no calendário da KHL; no gelo a partida foi bem disputada com o Riga abrindo 2 a 0 no placar porém a equipe da casa não segurou a vantagem e levou a virada dos bielorrussos que ainda tem chances remotas de irem aos playoffs. Falando em playoffs o SKA confirmou o título de campeão da temporada com a derrota do CSKA para o Salavat Yulaev. Além de SKA e CSKA outras equipes já confirmaram presença na pós-temporada são: Jokerit, Lokomotiv Yaroslav, Torpedo e Sochi; já no Leste Ak Bars, Neftekhimik e Avtomobilist garantiram suas vagas. No lado Oeste a briga pelas últimas vagas está entre Spartak, Dinamo Moscou e Severstal; Dinamo e Severstal consquistaram importantes vitórias hoje a equipe de Moscou derrotou o SKA em São Petesburgo enquanto o time de Cherepovets derrotou o Spartak fora de casa, rival direto pela vaga. Já a briga no Leste fica entre Avangard, Sibir e Amur; a equipe de Omsk é a mais confortavel porém a derrota hoje para o Traktor pode complicar as coisas, enquanto isso Sibir e Amur são separados por apenas 4 pontos e a situação só deve ser resolvida nas últimas rodadas.

Lances do Winter Ice Break:




segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

KHL realiza o All Star em Astana

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas praticando esportes e atividades ao ar livre
Pavel Padakin do Sochi foi um dos participantes do evento neste fim de semana (Foto: KHL)

Neste fim de semana a KHL realizou seu All Star game pela primeira vez no Cazaquistão, as partidas foram disputadas por 4 equipes representando cada divisão da liga em busca do título do All Star Game de 2018. Na partida valendo a medalha de ouro a equipe da divisão Tarasov saiu com a vitória, gols de Kagarlitsky, Kovalenko, Kirill Kaprizov, Kronwall e Kozun deram a equipe uma vitória dura de 5-4 sobre o time Chernyshev. Os adversários fizeram tudo para manter seu título, mas os gols do herói local Kevin Dallman, dos jogadores do Avangard Yegor Martynov e Evgeny Medvedev e de Linus Omark do Salavat não foram suficientes para evitar a derrota. 

O jogo valendo a medalha de bronze foi para o time Kharlamov, com uma vitória enfática de 8-4 sobre o time Bobrov. Sergei Mozyakin, o maior artilheiro da história do KHL All-Star, acrescentou mais dois gols ao seu recorde para levar Kharlamov à vitória; O duplo de Ilya Kovalchuk para Time Bobrov não conseguiu alterar o resultado do jogo.



O que aconteceu na última semana: 

- Alexander Bergstrom do Sibir igualou o recorde de Alexander Ovechkin de 14 jogos seguidos marcando gols; Ovechkin alcançou essa marca na temporada 2012-13 jogando pelo Dinamo Moscou.

- Andrei Razin deixou o Admiral; Razin chegou ao clube em 28 de Dezembro para substituir Fredrik Stillman porém anunciou esta semana que deixaria a equipe, com isso Oleg Leontyev assumira o time sendo o 4º treinador do Admiral nesta temporada.

- O próximo jogo ao ar livre da KHL será em Riga; após a partida entre Jokerit e SKA em Helsinque agora a KHL vai para Riga onde o time da casa o Dinamo Riga enfrenta o Dinamo Minsk neste sábado (20).




sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Conheça a equipe chinesa da KHL: O Kunlun Red Star


O Kunlun Red Star: Pioneirismo ou tiro no pé?

Tentaram me convencer a colocar no titulo desta reportagem "Conheça o Arizona Coyotes da KHL" mas como sou torcedor da equipe do Deserto pouparei meu próprio time dessa calunia. Mas de fato a história do Kunlun Red Star tem lá suas semelhanças com o time americano.

Com apenas 2 temporadas na KHL, sem dúvidas a segunda melhor liga de hóquei o Kunlun Red Star divide opiniões. A equipe fez história ao ser a primeira equipe chinesa na história da liga e marcando uma importante e estratégica ação da KHL de adentrar o lucrtaivo mercado asiático muito bem explorado por equipes de futebol na Europa e times da NBA por exemplo.

O projeto foi muito bem visto pela comunidade internacional de hóquei e por politicos da região, porém... ao longo de 2 temporadas o time que até teve sucesso no que se diz respeito ao desempenho esportivo, tem sido uma dor de cabeça para os donos e para a KHL.

Oficialmente baseado em Beijing, o time tem de alternar partidas em Shangai durante a temporada pois sua arena tem uma agenda cheia de eventos de todos os tipos e as partidas de hóquei não cairam nas graças dos chineses pelo contrário. A média de público e a taxa de ocupação do ginásio está entre as piores da liga. Sem o boom esperado, o formento do hóquei na China não acelerou ainda e talvez seja preciso de muito mais para que isso aconteça.

A NHL tentou entrar no jogo e durante essa temporada lançou o NHL China Games com uma série de amistosos de pré temporada entre o Los Angeles Kings e o Vancouver Canucks. Apesar da liga ter considerado o resultado positivo os indicadores foram os mesmos do "maior" time local. A maioria do público é de estrangeiros que moram na cidade e/ou de turistas e o clube passa despercibido para a maioria da gigantesca população de seu pais. 

A busca pelo dinheiro não é a única semelhança com o Coyotes ( equipe americana que foi movida de Winnipeg no Canadá para o Arizona nos anos 90 em busca de expansão de mercado e melhores resultados financeiros a moeda americana), seus resultados negativos financeiros não parecem incomodar a KHL, dando ao time uma pequena fama de protegido pela liga, um pouco como seu semelhante americano que nunca foi realocado ou desfeito apesar de severas e seguidas crises financeiras (Mesmo com temporadas de desempenho esportivo vem sucedido assim como o Kunlun.

Essa fama tem tudo para crescer pois a liga já anunciou sua decisão de diminuir a liga para 24 times. E os chineses não estam na lista de times ameaçados a sairém da liga revoltando muitos fãs russos que podem ver sua equipe favorita "rebaixada" e ver o seu convidado chines se manter na liga mesmo com o estádio vazio.
Só no longo prazo veremos se a insistencia da liga com o projeto dará frutos, mais uma coisa é certa teimosia não é um sentimento exclusivo dos bilionários americanos.

Os jogadores sem nada haver com a situação e com salários muito atraentes continuam a trazer sucesso para o clube que caminha para se classicar para os Playoffs pela segunda temporada seguida. Resta rezar que o possivel sucesso dentro do gelo atraia mais torcedores e incentive mais jogadores na China.

Flávio Fernandes

sábado, 30 de dezembro de 2017

Rebaixamento na Rússia? Entenda melhor o que pode acontecer na KHL

  
Times como o Ugra vão ter abrir o olho na KHL

A Kontinental Hockey League assim como outras ligas como a NHL e Liiga é fechada ou seja não há rebaixamento mas na temporada 2017/2018 muitas equipes vão ter que se preocupar em qual campeonato vão jogar na próxima temporada.

Tudo começou com a saida do Medvecasck e do Mettalurg NK na temporada passada. A liga tem histórico de times financeiramente instáveis apesar da grande qualidade técnica que fazem do campeonato o único do mundo a chegar perto de ser comparado com a NHL. Para evitar problemas como esse no futuro a organização da liga propos mudanças drasticas para a próxima temporada e isso poderá after muitas equipes.

As mudanças vão corrigir o que para organização tem sido chamado de efeitos colaterais de um crescimento não programado. Em busca de estabilidade e competividade a organização determinou que na próxima temporada a liga terá 24 times e ainda terá um sistema de salary cap muito similar ao da NHL.

Mas como isso pode afetar os times diretamente? 
Bom no momento a liga conta 28 times em  2 conferencias e apesar de não ter rebaixamento 4 equipes faltamente irão deixar a liga. Times com resultados esportivos e financeiros rtuins como o Ugra tem grande chance de estar na lista de times que vão ser rebaixados. Há ainda a chance de mais times sairém da liga pois a organização não descarta a expansão para mercardos mais fortes economicamente e o que poderia deixar potencialmente mais equipes medianas da liga para trás.

Por outro lado a chegada do salary cap promete deixar a liga ainda mais competitiva. Apesar dos valores oficiais não terem sido divulgados e nem em qual moeda eles serão calculados (Um fator muito importante para uma liga com presença em paises com moedas totalemtne diferentes). Times que lideraram a KHL nos últimos anos com seu grande poder financeiro como o CSKA e o SKA podem ter que se livrar de alguns jogadores mais caros para se adequar ao novo sistema e dando mais chances para outros times terem melhores jogadores tornando o campeonato da próxima temporada o mais imprivisel desde de sua fundação.

Resta apenas esperar e para muitos torcedores essa temporada pode ser decisiva para o futuro de muitas franquias. Fica a nosso torcida para que a KHL continue a crescer e sendo uma das melhores ligas do mundo.

Flávio Fernandes

domingo, 24 de dezembro de 2017

Falando Sobre DEL #4: Problemas em Mannheim, Ingolstadt Acorda e mais



Primeiramente queria desejar um feliz Natal a todos! E pedir desculpas pela ausência por um mês inteiro. Mas vamos aos trabalhos:

Os times chegaram a 34 ou 35 jogos na sexta ou sábado dependendo de cada caso e a DEL faz uma pausa para o Natal. No momento quem vai passar o feriado na ponta é o Red Bull München, que chegou aos 72 pontos em 34 jogos, logo atrás o Thomas Sabo Ice Tigers, de Nuremberg, tem 71 pontos em 34 jogos também, o terceiro lugar é o Eisbären Berlin com 70 pontos, mas este disputou 35 jogos já. A briga pela ponta da liga está muito acirrada e a cada rodada esses três times vem se alternando na ponta, München, Nuremberg e Berlin fazem um campeonato a parte.
O Red Bull München vai passar o Natal na liderança (Foto: DPA/PST)


Quem vai passar o natal no positivo também é o Kölner Haie, o time de Colônia começou bem a temporada, teve uma queda grande e agora volta a subir. O Haie tem um aproveitamento bom no ataque e ruim defensivamente, o ataque é o terceiro melhor com 108 gols marcados, a defesa é a terceira pior com 104 gols sofridos, essa tem sido a característica mais marcante do time. Com tudo, ao menos no momento o time de Colônia pode mirar pelo menos no sexto lugar, já que está em sétimo e tem 2 pontos a menos que o sexto.

Poucas rodadas atrás o Adler Mannheim disputava o quarto lugar, uma maré de derrotas depois e hoje o time ocupa a nona posição. Mannheim é historicamente muito competitivo na DEL, foi aos playoffs em 19 das 22 temporadas passadas da DEL e conquistou 6 vezes o título na era DEL, sendo o segundo maior campeão nesse período. No presente o time tem 12 vitórias no tempo normal, 4 vitórias na prorrogação ou shootout, dezesseis derrotas no tempo normal e 2 derrotas em prorrogação ou shootout, esse retrospecto soma 46 pontos. O Adler marcou 90 gols e sofreu 102, o ataque é o quarto pior, a defesa a sexta pior, o que não é tão ruim, mas evidencia que o time tem sofrido para marcar gols. Essa parada no Natal pode dar o tempo para respirar e se recompor, porque continuar a maré de derrotas não é uma alternativa muito boa para o futuro na temporada.
A maré do Adler Mannheim não é boa (Foto: VAF)



Enquanto isso o Düsseldorfer EG vai se mantendo no décimo lugar perdendo ou ganhando, mas a diferença que chegou a ser de 5 pontos para o décimo primeiro, hoje é de 1 apenas. O time de Düsseldorf está no limiar da zona de playoffs e hoje flerta com o perigo, se não mudar o desempenho em breve, pode ver sua campanha ser superada e ter que trabalhar muito mais.

O Düsseldorfer está ameaçado porque o ERC Ingolstadt acordou finalmente. Ingolstadt começou bem a temporada, mas acabou dormindo no ponto por muitas rodadas e se viu na décima terceira posição muitos pontos abaixo da zona de classificação para a pós-temporada. Não perdeu tempo, emendou vitórias e hoje está a um ponto do décimo lugar, o time estava desperdiçando potencial e entrou novamente na temporada finalmente. Para o Ingolstadt a luta continua, com um bom elenco a seu favor, pode ser que o décimo lugar seja pouco, mas precisa dar um passo de cada vez.
Demorou, mas o Ingolstad acordou para a vida (Foto: Traub)
  
Indo para outros assuntos, mais uma vez Robert Leggio fez a regra ter que ser mudada. O goleiro do Red Bull München tem o costume de em algumas situações empurrar propositalmente o gol para não enfrentar um break-away, em troca ele dá um penalty shot para o adversário. Leggio fez essa regra ser mudada na Liiga, na AHL e agora na DEL, a regra passa a ser que ao invés do penalty shot, o time adversário acaba recebendo o gol automaticamente. A esperteza do goleiro é mais uma vez colocada a discussão, concorde ou não com o que ele fazia, não podemos deixar de dar o crédito para Leggio, que agora não vai poder mais empurrar o gol na DEL também, quem sabe em PyeongChang.

E se você tem o app da DEL instalado em seu smartphone, se não tem vale a pena, recebeu um cartão de natal e vídeos de felicitações pelo natal de jogadores e outras figuras que cercam a liga, além de um cartão. Para quem quiser ver os vídeos, a maioria em alemão é verdade, é só acessar o Instagram da DEL que tem todos lá, é muito legal e mostra muita consideração pelos fãs, um gesto simples, mas bonito.
Via: del.org